Conheça as principais ferramentas de prospecção para administradoras de condomínios

/, Dicas da Base/Conheça as principais ferramentas de prospecção para administradoras de condomínios

Conheça as principais ferramentas de prospecção para administradoras de condomínios

Adquirir novos clientes está entre os principais objetivos de qualquer administradora de condomínio. Para encarar esse desafio, alguns materiais e ferramentas de prospecção são essenciais.

Afinal, o processo tem muito mais chance de dar bons resultados quando é feito com planejamento e critério.

Neste artigo, vamos apresentar os principais materiais que devem ser usados pela equipe comercial da administradora em seu funil de vendas.

Boa leitura!

Como prospectar novos clientes?

Não que a tradicional “propaganda boca a boca” seja ineficaz, mas apostar todas as fichas nela vai deixar sua empresa sempre um passo atrás da concorrência. Em vez disso, é preciso adotar uma postura proativa e estruturada em um planejamento estratégico de prospecção na busca por novos clientes.

Veja algumas dicas práticas para melhorar seu processo de captação.

  1. Encontre os condomínios dentro do seu perfil.
  2. Seja tecnológico de verdade.
  3. Foque em entregar a melhor experiência.
  4. Saiba o que seus clientes dizem sobre você.
  5. Promova encontros com síndicos.
  6. Use Inside Sales para apoiar sua estratégia de prospecção.
  7. Aposte nas redes sociais para prospecção em larga escala.
  8. Participe de eventos dentro do segmento de condomínios.

Quer se aprofundar no assunto? Então, confira o post “Prospecção de Condomínios: 8 métodos para aumentar sua carteira de clientes” e entenda em detalhes cada uma delas.

5 ferramentas de prospecção para administradoras de condomínios

A seguir, apresentamos e detalhamos os principais materiais e ferramentas de prospecção que uma administradora deve usar para adquirir novos clientes.

1. Cartão de visita

Em uma era dominada pelas redes sociais e outras ferramentas digitais, abrir a lista com o velho cartão de visita pode soar obsoleto. Mas a verdade é que ele segue sendo indispensável para todo profissional de vendas. 

É uma das melhores maneiras de apresentar a empresa, divulgar o negócio e estimular o possível cliente a entrar em contato. Afinal, você deixa um lembrete físico, de fácil acesso e leitura para o seu lead.

Invista em cartões bem feitos, impressos em uma gráfica, com design atrativo e material de qualidade. Ele deve conter o logotipo, nome e identidade visual da empresa. Além, é claro, dos dados do profissional: nome completo, cargo e contato (principalmente WhatsApp e e-mail).

Distribua o cartão com critério (para pessoas que tenham o interesse em manter contato e que sejam interessantes para a administradora) e com timing (sabendo interpretar as oportunidades para apresentá-lo).

2. Flyers

O flyer é um material impresso em que a administradora de condomínios pode apresentar seus serviços e produtos, destacando os pontos mais fortes e o posicionamento da marca.

Produzido, geralmente, em um tamanho A5 ou A6, o flyer deve ter uma arte bem construída, impressão profissional e acabamento de qualidade. Também, deve conter os canais de contato da empresa ou do vendedor (telefone e e-mail comercial e redes sociais).

A diferença em relação ao material de prospecção anterior, é que o flyer deve apresentar elementos que despertem o interesse do cliente em potencial pelos serviços da empresa. Se a sua administradora se diferencia dos concorrentes locais pelo uso de tecnologia, por exemplo, essa é uma qualidade que deve ser destacada no material.

Uma dica valiosa é ressaltar também os benefícios que seus clientes terão e não simplesmente os serviços prestados. É muito provável que seus concorrentes na região tenham um portfólio semelhante ao seu, por isso o seu objetivo com esse material é vender o valor da sua empresa.

Há outros tipos de materiais impressos com o mesmo propósito, como o folder, que é dobrado e tem mais espaço para inserir informações (o que permite apresentar os serviços da administradora em mais detalhes).

3. Script de vendas

O script de venda é um roteiro, ou seja, um passo a passo que o vendedor deve seguir ao oferecer os serviços da administradora para um cliente em potencial destacando os pontos fortes da empresa.

Esse roteiro prepara o profissional para os caminhos que o processo de venda pode tomar. Dessa forma, ele estará orientado sobre a melhor abordagem inicial, como reagir às réplicas e dar explicações mais apropriadas.

A lógica é muito simples: basta antecipar os possíveis tópicos da conversa e pensar, de antemão, qual a melhor maneira de abordá-los. Ou seja, é um material de apoio — que deve ter uma boa dose de flexibilidade —, e não um mandamento que vai engessar o trabalho do vendedor.

Uma boa prática para os gestores é realizar “teatros de venda”. Neles, uma pessoa toma o papel de um cliente, demonstrando as possíveis reações, dúvidas e objeções que se pode esperar, enquanto o vendedor tenta aplicar o script da forma mais natural possível.

4. Apresentação comercial

A apresentação comercial é um recurso de prospecção mostrado, geralmente, para pessoas que já manifestaram algum interesse nos serviços prestados pela empresa. Ela pode ser apresentada em slides em uma reunião (presencial ou online) ou enviada por e-mail, preferencialmente, no formato pdf.

Esse material deve apresentar o produto com muito mais detalhes do que o flyer. Um diferencial para montar uma boa apresentação de vendas é personalizá-la de acordo com as necessidades específicas do cliente.

Então, procure entender suas dores e desejos e monte um material que destaque as características da sua empresa de acordo com essas expectativas. Note que essa é uma oportunidade, inclusive, para entender o que está faltando no seu portfólio de serviços em relação às propostas da concorrência.

5. Proposta comercial

Por fim, chegamos à proposta comercial, a última ferramenta de prospecção do funil de vendas antes da efetivação do negócio. Trata-se de uma proposta de preço, coisa que pode parecer simples, mas demanda bastante atenção e cuidado.

A proposta deve conter também os serviços que serão prestados por aquele preço e as condições em que serão realizados. Isso tudo é bastante objetivo, mas há um elemento com um grau maior de subjetividade que pode ser o grande diferencial para que o negócio seja fechado: a demonstração do valor.

Enquanto o preço é a quantidade de dinheiro que será paga, o valor tem a ver com a experiência e as vantagens que o serviço proporciona ao síndico e aos moradores.

Para entender melhor essa diferença, leia o artigo “Preço x valor: estratégia de vendas para administradoras de condomínios”.

Agora que você já conhece as principais ferramentas de prospecção para adquirir novos clientes, coloque as dicas em prática!

Comentários

comentários

2021-11-22T12:18:26-02:00 22 de Novembro de 2021|Condomínios, Dicas da Base|0 Comentários

Deixe um Comentário