Cuidado com fraudes na cobrança de domínios

/, Tecnologia/Cuidado com fraudes na cobrança de domínios

Cuidado com fraudes na cobrança de domínios

Em razão de continuadas tentativas de iludir a boa fé dos usuários do Registro brasileiro, o Registro.br (serviço prestado pelo Nic.br para registro no Brasil) esclarece que:

  • Não envia boletos prontos para os usuários, nem por e-mail nem por correio postal. Os boletos de cobrança são gerados diretamente no site https://registro.br , por meio de link encaminhado aos contatos, ou por meio do painel de usuário com o login e senha. Portanto, caso receba algum boleto bancário com a denominação “Registro.br” que não tenha sido emitido diretamente por você no site, desconfie;
  • Não envia avisos de renovação por correio postal, apenas por e-mail. São enviados apenas emails informando o prazo para renovação da manutenção do registro de domínio e se o usuário quiser renovar, deverá acessar o site https://registro.br , com seu login e senha e fazer o pagamento via cartão de crédito ou gerar um boleto bancário;
  • Para se certificar de que um boleto é legítimo do Registro.br, solicita-se verificar as orientações descritas em: https://registro.br/boleto-malicioso.html , que identificam favorecido, banco emissor e numeração dos boletos emitidos. Ou, ainda, entrar em contato com a central de atendimento;
  • Não presta outros serviços que não sejam registros de domínios ou alocação de recursos de numeração – como, por exemplo, não realiza os serviços de hospedagem de páginas Web;
  • Não emite boletos para pagamentos de caráter opcional ou facultativo; o boleto se refere a serviços previamente solicitados;
  • Não protesta boletos não pagos, nem aplica multa ou juros. Por um boleto não pago, entende-se apenas que não há interesse no serviço, e o mesmo é cancelado sem nenhum custo adicional ao usuário;
  • Atente-se a códigos maliciosos que podem ser instalados em seu computador, alterando códigos de barras de qualquer boleto gerado em qualquer site.

Comentários

comentários

2018-03-07T11:00:19-03:00 9 de Maio de 2017|Condomínios, Tecnologia|0 Comentários

Deixe um Comentário